História

A Freguesia da Pampilhosa é uma das mais populosas do Concelho de Mealhada, com cerca de 4.098 habitantes (Censos de 2011) e a vila da Pampilhosa é uma das localidades mais promissoras da Região da Bairrada. Tendo a Serra do Buçaco como pano de fundo, a Pampilhosa desenvolve-se em duas áreas distintas que espelham também distintas épocas de evolução desta comunidade.

A primeira referência toponímica data de 28 de Junho de 1117, e poderá vir do latim pampilium, que quer dizer flor amarela viva; ou de pâmpano, rebento de videira, ou de pampilho, vara comprida que termina em agulhão.

A "notícia" mais antiga de que há memória regista uma doação feita por Gonçalo Randulfes e seu filho Telo Gonçalves, Senhores da "Villa Rústica" da Pampilhosa ao Abade Eusébio, do Mosteiro de Lorvão, no ano de 1117. A reforçar esta "notícia" podemos observar ainda hoje o edifício conhecido por "Casa Rural Quinhentista" e os celeiros que foram propriedade do referido Mosteiro de Lorvão.